História

A fim de atender a demanda constante por Estudos de Bioequivalência Farmacêutica, um grupo de jovens pesquisadores, munidos por um sentimento de empreendedorismo construiu o primeiro Centro de Bioequivalência do Paraná.

A BIOCINESE – Centro de Estudos Biofarmacêuticos- iniciou suas atividades em 1° de novembro de 2005. Após auditoria de habilitação, realizada ainda em novembro do mesmo ano, foi certificada em Boas Práticas de Bioequivalência Farmacêutica, na data de 10 de março de 2006. Nesta época, contava com a parceria de 2 hospitais, cada um com 24 leitos, uma sede com 170 m2 , onde o laboratório analítico possuía somente equipamentos do tipo HPLC e uma equipe de 22 profissionais, responsáveis pela realização das 3 etapas do estudo de bioequivalência.

Em agosto de 2006, a BIOCINESE passou pela sua primeira ampliação, com aumento da área física para 270 m2, possibilitando a instalação de novos equipamentos na área analítica, como por exemplo, um cromatógrafo acoplado ao espectrômetro de massas (LC-MS/MS). Nessa época, a equipe Biocinese era composta por 30 profissionais.

Em outubro de 2007 a área física foi novamente ampliada para 560 m2, a fim de possibilitar a instalação de um centro de equivalência farmacêutica, o EQFAR 56, que foi certificado em novembro de 2007. O número de leitos hospitalares também foi alterado para 48, visando principalmente atender a demanda de estudos de bioequivalência de produtos com alta variabilidade biológica.

Atualmente, conta com a colaboração de 64 profissionais altamente capacitados.